Ir para o conteúdo
Início
/
Notícias
03-01-2022

ULSBA RECEBE NOVOS MÉDICOS INTERNOS

O Conselho de Administração, a Direção do Internato Médico e a Comissão de Internos da ULSBA realizaram, a 3 de janeiro de 2022, a sessão de boas-vindas aos novos médicos internos que iniciam a sua formação geral e a sua formação especializada no Hospital José Joaquim Fernandes e nos Centros de Saúde da ULSBA.

No total, são 28 Médicos Internos e estão distribuídos da seguinte forma:

  • 7 Médicos Internos para a Formação Especializada, nas especialidades de Medicina Intensiva (2), Psiquiatria (1), Pediatria (1) e Medicina Geral e Familiar (3).
  • 21 Médicos Internos para Formação Geral (antigo Ano Comum).

A vinda de Médicos Internos para a ULSBA é sempre encarada com grande satisfação, uma vez que promove a dinamização dos Serviços Clínicos e cria a possibilidade de fixação de médicos na região, recursos humanos tão necessários.

As expetativas relativas à chegada de novos profissionais são sempre elevadas, “uma vez que trazem, a cada ano uma esperança renovada”, afirmou a Diretora do Internato Médico Hospitalar, Dra. Vera Guerreiro.

A sessão de boas-vindas contou com a presença de Diretores dos Serviços, cuja “experiência é uma mais valia na aprendizagem dos novos Internos”, salientou o Diretor Clínico da ULSBA, Dr. José Aníbal Soares.

Ainda na sua intervenção, o Diretor Clínico da ULSBA, congratulou os Internos por terem escolhido o Alentejo, em particular a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, para esta fase da sua formação, tanto nos cuidados de saúde primários como nos cuidados de saúde hospitalares e deixou a garantia de que a Instituição “tudo fará para que todos tenham um grande nível de formação”.

Referindo-se à situação atual que estamos a viver, Dr. José Aníbal Soares lembrou aos recém-chegados médicos que, enquanto profissionais de saúde, “têm uma responsabilidade maior na criação de rotinas próprias e seguras, respeitando, a todo o momento, as medidas de segurança na relação com os colegas, com os doentes e com os restantes profissionais, em cumprimento rigoroso dos deveres éticos e deontológicos da sua profissão, alicerçados pelo respeito, educação e, sobretudo, pela humildade.”

O Diretor Clínico terminou a sua intervenção pedindo aos Médicos Internos que “prezem a profissão e desfrutem deste período de aprendizagem, apelando a todos que se dediquem à saúde dos doentes.”


Partilhar:
Ir para o topo
ut quis id felis vulputate, justo tempus